Cirurgia Plástica e Estética

Mitos e Verdades sobre Lipoaspiração

Publicado por Thuane Kuchta on 18/jun/2018 11:20:14

A Lipoaspiração é recomendada para quem deseja ajustar o contorno corporal, retirando excessos de gordura. E por ser este um dos maiores problemas quando se diz respeito a estética do corpo, a Lipoaspiração se tornou alvo de muitas dúvidas, temores e propagandas enganosas. Para acabar com isso, vim elucidar as principais questões que surgem em meu consultório. Acompanhe agora “Mitos e Verdades sobre Lipoaspiração”.

mitos-e-verdades-lipoaspiracao

 

A Lipoaspiração é recomendada para quem deseja ajustar o contorno corporal, retirando excessos de gordura. E por ser este um dos maiores problemas quando se diz respeito a estética do corpo, a Lipoaspiração se tornou alvo de muitas dúvidas, temores e propagandas enganosas.

Para acabar com isso, vim elucidar as principais questões que surgem em meu consultório. Acompanhe agora “Mitos e Verdades sobre Lipoaspiração”.

A Lipoaspiração é uma cirurgia perigosa

Mito: A Lipoaspiração é a cirurgia plástica mais realizada no mundo e com baixíssimos índices de complicações, mas como todo procedimento cirúrgico, a Lipoaspiração apresenta riscos. Quanto maior for o procedimento - mais gordura for retirada e maior a área a ser lipoaspirada - maior será o risco.

Porém, pode sim ser considerado um procedimento seguro quando realizado em um hospital e por um cirurgião plástico especialista.  

Lipoaspiração é indicada para quem quer emagrecer

Mito:  Ao contrário do que muitos pacientes pensam, a lipoaspiração não tem como objetivo ajudar o paciente a perder peso ou emagrecer mais rapidamente. Essa técnica serve somente para remover alguns excessos de gordura corporal acumulada em determinadas partes do corpo, modelando o visual de acordo com o desejo do paciente e das características físicas do mesmo.

Por isso, se você se encontra muito acima do peso, antes de fazer a lipoaspiração, é importante realizar uma dieta equilibrada, associada à prática de exercícios físicos, para perder alguns quilos extras antes de remover o excesso de gordura localizada.

Fumantes podem realizar a Lipoaspiração sem problemas

Mito: Pacientes que são fumantes ocasionais ou crônicos apresentam risco mais elevado de complicações durante o procedimento, por terem uma facilidade maior em formar coágulos de sangue, que podem causar embolias e outros quadros clínicos de obstrução da circulação.

Por esse motivo, o hábito de fumar, mesmo que em frequências muito pequenas, deve ser cortado no minimo um mês antes, a fim de minimizar os riscos relacionados com a junção do tabagismo com a lipoaspiração.

A Drenagem Linfática é fundamental após o procedimento

Verdade: A drenagem linfática é muito importante na recuperação da cirurgia de lipoaspiração, pois reduz os edemas e, principalmente, previne a formação dos nódulos cicatriciais, comumente chamados de fibroses.

Depois de fazer a lipoaspiração não se engorda mais na região tratada

Mito: As células de gordura não se regeneram, isto é, uma vez retiradas elas não voltam. Porém, não são retiradas 100% das células de gordura e por isso é importante manter os resultados, buscando haver um controle nutricional para evitar o ganho de peso e, consequentemente, a perda do resultado conquistado.

Pode-se retirar a quantidade de gordura desejada do corpo

Mito: Existe um limite de gordura a ser retirada do corpo, que fica entre 5 e 7% do peso do indivíduo.

A Lipoaspiração pode ser feita após o parto

Mito: Por conta das alterações hormonais, o ideal é que a mulher realize uma cirurgia plástica pelo menos seis meses após parar de amamentar pois, passado este período, o corpo está mais equilibrado do ponto de vista hormonal. Mas é necessária uma avaliação médica criteriosa.  

Lipoaspiração trata as celulites

Mito: A celulite é um problema multifatorial causado pelo acúmulo de gordura superficial, flacidez, fibrose e acúmulo de líquidos.  A Lipoaspiração por sua vez, não é capaz de removê-la sozinha,pois por ser muito superficial, se aspirada, a cânula deixaria vincos na pele.

Por isso é indicado tratar a região com drenagem linfática, praticar exercícios físicos regularmente e manter uma alimentação equilibrada.  

A Lipoaspiração pode ser realizada mais de uma vez

Verdade: Se algum tempo após a cirurgia o paciente voltar a se incomodar com o excesso de gordura localizada e atender aos requisitos de saúde para uma cirurgia, ele poderá sim passar por um novo procedimento. Quanto mais lipoaspirações fizer, maior o risco de fibrose e irregularidades.

Lipoaspiração e Lipoescultura são a mesma coisa

Mito: A Lipoaspiração é a técnica que retira os depósitos de gordura em áreas específicas do corpo. Em outras palavras, o procedimento cirúrgico aspira através de cânulas a gordura acumulada em áreas do corpo como abdômen, culotes, costas, etc.

Já a Lipoescultura é a cirurgia na qual se realiza uma lipoaspiração, mas em vez de desprezar a gordura lipoaspirada, aproveita-a para modelar outra parte. A gordura retirada é lavada, decantada, concentrada, podendo até ser centrifugada. Esta gordura tratada pode ser enxertada em outra área para aumentar o volume (como os glúteos) ou para minimizar vincos e depressões como os da face e celulite.

Lipoaspiração deixa marcas

Mito: Com exceção de cicatrizes muito pequenas e escondidas (cerca de 2 a 4mm de comprimento), a lipoaspiração não costuma deixar marcas no corpo.

Todas os edemas e inchaços pós cirúrgicos desaparecem com o tempo, podendo deixar marcas apenas se o paciente não seguir à risca os cuidados pós-operatório para evitar manchas provenientes do sol e outras complicações.

A Lipoaspiração pode ser associada a outros procedimentos estéticos

Verdade: É possível realizar mais de um procedimento na mesma cirurgia, como fazer uma lipoaspiração e também o aumento ou redução de mamas, por exemplo.

Conheça as cirurgias plásticas associadas mais comuns aqui.

Qualquer médico está habilitado para realizar a Lipoaspiração

Mito: Escolha um especialista em cirurgia plástica. É para assegurar a formação e competência destes profissionais que existem os serviços de credenciados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.  

Quando for escolher o seu médico, certifique-se que ele tem a especialização adequada pelo site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

E para saber mais sobre a Cirurgia que transforma silhuetas, baixe nosso ebook! 

cta-7