Cirurgia Plástica e Estética

O que é Flanco e Culote?

Publicado por Thuane Kuchta on 20/jun/2018 11:44:40

Afinal, o que é Flanco? Gordurinha na lateral do quadril que incomoda sempre que você coloca um jeans um pouco mais baixo. Esta seria, talvez, a definição perfeita para o caso das mulheres. E é por acometer um grande número de pessoas, que resolvi não somente explicar suas causas, mas também como se livrar dos pneuzinhos e conquistar uma melhor aparência corporal.

O temível Culote

o-que-e-culote-img

O flanco é comumente confundida com culote, mas este último se localiza nas pernas.

O Culote nada mais é do que gordura localizada acumulada na região lateral e abaixo do quadril, na porção lateral das coxas, projetando um volume lateral das calças justas.

Assim, como o flanco, ele aparece com facilidade, mas diminuí-lo é um dos maiores desafios, inclusive aqueles que seguem firme um programa de treino. As medidas em outras áreas do corpo vão secando, mas a gordura localizada na lateral (flancos ou culotes) permanece e até chega a desmotivar, algumas vezes, o que torna outros tipos de intervenções necessários.

Neste artigo separei algumas dicas para ajudar a solucionar este problema. Mas antes, vamos entender melhor como e porquê surge o culote ou os famosos “pneuzinhos”.

Causas

O acúmulo de gordura nessa região tem importantes causas que, geralmente, estão associadas entre si. As principais são:

Hormonal: É comprovado que as células gordurosas dessa região são mais sensíveis aos hormônios femininos, e é por esse motivo que o culote é mais comum em mulheres após a puberdade, não ocorrendo no homens.

Já o flanco, é comum em homens e mulheres, sendo comumente o primeiro local a depositar gordura.

Genética: A concentração de células gordurosas nas diversas regiões do corpo tem características genéticas, variando de pessoa para pessoa;

Nutricional: Quanto mais equilibrada a dieta, com ingestão adequada de líquidos e baixa ingestão de gorduras e carboidratos, menor o acúmulo de gordura corporal e, consequentemente, na região dos culotes e flancos;

Metabólica: Um metabolismo adequado, associado a atividades físicas aeróbicas e musculação para o enrijecimento dos músculos da região, é de extrema importância para diminuir a concentração de gorduras e melhorar o contorno corporal.

Como o metabolismo cai com o envelhecimento, é comum o acúmulo de gordura com o decorrer da idade.

Tratamentos

Exercícios físicos

É claro que os exercícios físicos estariam nessa lista, afinal, quando aliados a uma alimentação balanceada, são responsáveis pela perda de peso. Mas alguns exercícios específicos ajudam mais na perda do temido culote e flanco:

Bicicleta: Seja pedalando nas ruas ou numa ergométrica, o treino com bicicleta ajuda a queimar calorias e perder as gorduras da região do quadril e coxas, isso porque como a atividade de pedalar é aeróbia, ela utiliza gorduras como fonte energética.

Corrida: A corrida queima mais calorias do que a bicicleta, e em menor tempo, consegue converter mais gordura em energia, reduzindo o acúmulo de gordura localizada.

Natação: Tido como o esporte mais completo, por exercitar todo o corpo, a natação auxilia tanto na queima de energia como a tonificação da musculatura, aumentando a queima calórica.

Musculação: Os exercícios localizados para fortalecimento, apesar de tido pelos leigos como bons para queimar a gordura no local exercitado, não tem esta capacidade. A queima de gordura ocorre em todo o corpo e mais eficazmente pelos exercícios aeróbicos.

A musculação ou exercícios localizados, ajudam a fortalecer a musculatura melhorando a firmeza e tônus muscular local, mas é pouco eficaz na queima de gordura.

Drenagem Linfática 

drenagem-linfatica

Drenagem Linfática pode ser mais uma opção para ajudar reduzir o inchaço e  reduzir a celulite do culote. Ela, assim como alguns outros tratamentos estéticos, é focada em estimular a redução do acúmulo de liquido, melhorar a circulação local e melhorar o aspecto irregular da pele.

Lembrando que esta técnica deve estar associada a outros tratamentos para obter melhores resultados.

Laser e ultrassom

O laser e o ultrassom tornaram-se os tratamentos estéticos mais indicados para a redução de culotes. A técnica gera um calor profundo que atua no adipócito, resultando na redução de gordura localizada.

Cirurgia Plástica

o-que-e-culote

Alimentação balanceada, exercícios físicos constantes, drenagem linfática. É possível alcançar bons resultados com eles, mas é preciso ter paciência (e perseverança). Quem quer dizer adeus para o culote mais rapidamente pode recorrer à cirurgia plástica.

Por isso, é cada vez mais comum que pacientes, mesmo com os cuidados de alimentação e com atividade física, ainda apresentem acúmulos de gordura na região dos “culotes” por fatores genéticos e hormonais. Neste caso é indicada a Lipoaspiração e a Lipoescultura para retirada da gordura localizada e na região, possibilitando um contorno corporal da região suave e harmonioso.

Os resultados desses procedimento nos culotes, normalmente, são um sucesso e apresentam longa duração.

Para ler mais sobre a Cirurgia que transforma silhuetas, clique aqui! 

Conclusão

O Culote pode ser considerado um dos principais incômodos das brasileiras, causando estresse e desconforto. O que muitas pessoas não sabiam ainda é que esses pneuzinhos nem sempre significam grande ganho de peso.

Eles podem ser de origem hormonal ou genética, o que muda completamente a forma como devem ser eliminados.

 

cta-7

 

 

 

Topics: Lipoaspiração, Lipoescultura, Dicas